In news

A geração nascida entre o início de 1940 e o final de 1960, não vê mais graça nos anúncios publicitários da Apple, segundo mostra o estudo “Why are Apple’s new iPhone ads so annoying?” (ou “Por que os novos anúncios do iPhone da Apple são tão irritantes?”, em tradução livre), conduzido pela empresa de análises de mercado, UserTesting.

Por representar uma parcela importante da população norte-americana, a geração costuma ser o foco de muitas campanhas de marketing e planos de negócios de grandes empresas, mas esse não parece mais ser o caso da Apple no século XXI.

Uma das conclusões do estudo indica que isso esteja a acontecer não porque a Apple não saiba se vender para pessoas mais maduras, mas sim porque as pessoas mais velhas, normalmente, já decidiram se gostam mais do iPhone ou do smartphone com Android, o que faz com que dificilmente eles mudem de ideia com propagandas na televisão. Já os mais jovens ainda estão numa época de experimentação em vários âmbitos de suas vidas, incluindo suas preferências por fabricantes de aparelhos electrónicos e seus sistemas.

A empresa que conduziu o estudo, mostrou anúncios recentes do iPhone para 200 pessoas, entre clientes da Apple e usuários do Android, dividindo-as em dois grupos: um com os membros da geração com idades entre 18 e 25 anos e, outro com idades compreendidas entre 55 anos ou mais. A conclusão foi que a reacção das pessoas à publicidade dependia directamente de suas faixas etárias.

Recent Posts
0