In news

A Electricidade de Moçambique, E.P. (EDM) e o Banco Alemão de Desenvolvimento (KFW) assinaram em Agosto deste ano, o acordo de financiamento do Projecto de Interligação Moçambique-Malawi, cujas obras de construção iniciam próximo ano, com o término previsto para 2022.

O documento foi rubricado pelo Presidente do Conselho de Administração da EDM, Aly Sicola Impija, e pela Directora da KFW em Maputo, Júlia Crause, numa cerimónia testemunhada, entre outras figuras, pelo Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Ernesto Max Tonela, e pelo Embaixador da República Federal da Alemanha em Moçambique, Detlev Wolter.

O Projecto de Interligação Moçambique-Malawi consiste na construção de uma linha de transporte de energia eléctrica de 218 quilómetros entre Matambo, na província de Tete, e Phombeya, no Malawi, ligando não só as redes eléctricas dos dois países, mas permitindo a ligação, pela primeira vez, do Malawi ao Southern African Power Pool (SAPP), uma congregação de cooperação das empresas nacionais de electricidade na África Austral, sob os auspícios da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral.

O projecto vai permitir que o Malawi, que hoje enfrenta um défice energético muito grande e cuja geração de energia ainda depende maioritariamente de geradores a diesel ou a carvão vegetal, que são altamente prejudiciais ao clima e à saúde, receba energia eléctrica gerada e importada a partir de Moçambique.

Recommended Posts
0