In news

As empresas Cervejas de Moçambique (CDM) e Heineken, com novas fábricas de produção de cerveja no país continuam a importar bebida alcoólica, e durante o 2º trimestre de 2019 a importação de cerveja aumentou segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

A importação de cerveja aumentou, face aos trimestres homólogo de 2018 e anterior em cerca 23,8 por cento e 7,5 por cento, respectivamente”, revela a Síntese de Conjuntura Económica compilada pelo INE no 2º trimestre.

Segundo o Jornal Verdade, esta situação não é nova, no 1º trimestre o Instituto Nacional de Estatística também assinalou que “a importação de cerveja aumentou, face aos Trimestres homólogo de 2017 e anterior, em cerca 99,5 por cento e 22,5 por cento, respectivamente”.

O @Verdade apurou, na Balança de Pagamentos, que foram gastos 9 milhões de dólares na importação de cerveja entre Abril e Junho de 2019, um aumento comparativamente aos 7,4 milhões gastos entre Janeiro e Março.

Recommended Posts
0